Header Ads

Fale ou digite: Opine! - Por Bruno Soares

A imagem pode conter: Bruno Soares, sorrindo, óculos, barba, selfie e close-up
Pedagogia pela UFPB, Bruno Soares
é colunista do Paraíbaki
Se tem algo que mais estamos vendo e ouvindo, ultimamente, é a opinião. 

As redes sociais trouxeram consigo uma nova era de participação ativa nos fatos do dia a dia. Relembrando os tempos atrás, podemos enxergar que o que era estático, hoje é um organismo vivo, devorador de informações. Infelizmente, nem todas elas verídicas. Então, o que era assistido antes, hoje é debatido neste ambiente, direto nos canais de onde elas surgem. Não há nada que não seja discutido, mesmo que de maneira extremista, o universo dos comentários, textões e postagens são frenéticos. Mas, eu me questiono, qual sentido da opinião? E vou além, mesmo com tamanhos problemas com as chamadas Fake News, que foram o centro dos debates em 2018, é válido opinar. Claro, por trás de cada opinião, carecemos de uma leitura dinâmica da realidade discutida, para que não haja equívocos. É, sobre tudo, essa “compulsão” por querer dizer, uma reação válida ao sistema padronizado de informação, de visão e de ideia.

 O sentido da opinião, para mim, é o de choque com as hegemonias opinativas, que discordam nas vírgulas, mas são iguais no que dizem. O povo ( neste caso tendo o foco naqueles que utilizam as redes sociais) começou a perceber que suas opiniões podem ser lidas, curtidas, reagidas e levadas ou não em consideração e com isso, as conversas passivamente assistidas passaram a ser mais ativamente discutidas. 

Reafirmo que neste meio há também a violência, e precisa ser combatida, quando há características claras que assim seja. E esta minha leitura sobre a opinião não fica presa nas condições da internet, ela assume atitudes na vida diária. Pois, a opinião passou a ser um veículo de integração. Ela está nas mídias, mas, positivamente ou não, assumem as rua também. Assumem protagonismos antes impossíveis.

Aceito o convite, com muita gratidão, em assumir uma coluna de opinião neste site, com extrema liberdade do que penso, ou até ao criar um site informativo e de opinião, está se traduzindo em prática a consequência mais positiva do espaço da discussão na web e que assume reações sociais e dar voz e relacionamento a outras visões, decididas e responsáveis, principalmente num tempo em que a intoxicação ideológica vêm sendo denunciada. E com isso a falsa ideia que temos de uma grande mídia variada, ou compromissada com o grande sentimento do povo, o que na verdade é uma grande mídia alienada e distante da grande maioria, é desestruturada em parcelas quando esse sentimento assume voz ou texto. Essa é a raiz da questão: nós precisamos nos permitir e permitir o outro que este seja ouvido ou visto, como parte de um todo que tem vez e voz. E que mesmos sufocados por uma cultura, que age por trás, unificando opiniões que são vendidas como variadas, mas respondem a um só sentimento e ideal, sejamos portadores de nossa fala, como cidadãos brasileiros. 

Sendo assim, este espaço aqui terá compromisso de refletir e discutir, compreendendo que cada um de nós é um nesta nação. Dar voz, celebrar a opinião, não é ofender, descaracterizar ou violentar é ser um nesta parcela que pode dizer e dizendo pode transformar. Assumo, esse ideia, disposto a partilhar o que minha visão pode ver e meus sentimentos sentir, sobre esse mundo que está dentro de mim e ao meu redor. Seja pelas minhas lentes, de alguém que está formação, seja pelas lentes das minhas convicções, mas sempre guiado pelo esmero e reverência a liberdade. 

Deus nos abençoe.

Bruno Soares

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.